Centro Educatis

Linhas orientadoras


"Defenderei que os programas de formação têm de desenvolver três “famílias de competências” – Saber relacionar e saber relacionar-se, saber organizar e saber organizar-se, saber analisar e saber analisar-se – que são essenciais para que os professores se situem no novo espaço público da educação. Na sua definição, utilizo as formas transitivas e pronominais dos verbos, para sublinhar que os professores são, ao mesmo tempo, objetos e sujeitos da formação. É no trabalho individual e coletivo de reflexão que eles encontrarão os meios necessários ao desenvolvimento profissional (Nóvoa, 2002, p.254)."


Num tempo marcado pela mudança de paradigmas, falar de educação e de formação reporta-nos para um espaço de reflexão sobre novas modalidades de organização das escolas e da profissão docente. A complexidade dos atos de ensinar e de aprender, os sentidos do trabalho escolar e do trabalho profissional levam-nos a considerar que a educação não se esgota no espaço-tempo da sala de aula, mas antes se projeta numa multiplicidade de lugares e ocasiões de formação. Consequentemente, uma nova relação com o saber e a valorização do conhecimento obriga a uma organização do trabalho profissional, assumindo-se a escola como espaço de aprendizagem interpares, de troca, de partilha de experiências e de saberes, no sentido do desenvolvimento das competências individuais e coletivas dos professores.


A formação centrada nas escolas e nas suas prioridades educativas não é em si uma novidade. No Regime Jurídico da Formação Contínua – Decreto-Lei n.º 249/92, de 9 de novembro e posteriores alterações, estabelece-se esta relação entre a formação de professores, a melhoria dos resultados escolares dos alunos e o desenvolvimento das escolas. Aumentar o impacto da formação dos docentes e não-docentes na qualidade das escolas e na melhoria das aprendizagens dos alunos representam os grandes objetivos do Centro Educatis. Para tal avançamos com três grandes linhas orientadoras da nossa ação:


Trabalho de equipa - gestão organizacional e pedagógica do centro de formação;

Formação centrada na escola – trabalho em colaboração e colegialidade entre o centro de formação e as escolas associadas;

Qualidade da formação e dos formadores – cultura de avaliação dos processos e dos resultados da formação.

 

Nóvoa, A. (2002). O Espaço Público da Educação: Imagens, Narrativas e Dilemas. In Espaços de Educação Tempos de Formação. Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, pp. 237-263.



Facebook


EDUCAÇÃO DE ADULTOS E APRENDIZAGEM AO LONGO DA VIDA: : melhores oportunidades, melhor economia

A Comissão Parlamentar de Educação e Ciência realiza no próximo dia 21 de junho uma conferência sobre a temática Educação de adultos e aprendizagem ao longo da vida: melhores oportunidades, melhor economia, no auditório Almeida Santos (Novo Edifício), a partir das 9h30. Pretende-se realizar um debate e recolher contributos sobre a matéria, para ponderação de políticas públicas neste âmbito. A conferência conta com a participação de investigadores do ensino superior que têm vindo a trabalhar esta temática, da Coordenadora do Plano Nacional de Leitura, de um representante da Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, que indicará o quadro existente e a sua aplicação e do representante de uma organização da sociedade no âmbito da educação permanente. Neste sentido, vimos convidar V. Exa. a participar na conferência, anexando-se o convite e o programa da mesma. A inscrição deverá ser efetuada até 19 de junho. Agradece-se que faça a sua inscrição o mais cedo possível, dado que o auditório tem uma capacidade de 120 lugares e serão encerradas as inscrições quando for atingido esse limite.


saber+


Políticas públicas e gestão escolar: novos imaginários, discursos e atores

Este encontro vai refletir sobre as políticas públicas de educação que nos últimos anos têm influenciado a gestão dos estabelecimentos escolares. Esta influência tem vindo a concretizar-se pela circulação à escala transnacional de novos imaginários sobre a gestão escolar e pela presença de novas formas de coordenação e controlo do trabalho dos professores e dos gestores escolares. O encontro colocará no centro de discussão estas matérias, com a realização de conferências, a cargo de Stephen Ball (University of London) e de Licínio Lima (Universidade do Minho), e de mesas redondas, nas quais outros especialistas debatem a emergência de novos atores na regulação e gestão da educação e o trabalho dos professores e dos diretores num contexto de mudança. O encontro é uma organização conjunta do grupo de investigação de Política e Administração Educacional do Instituto de Educação da Universidade de Lisboa e do Fórum Português de Administração Educacional e destina-se aos diversos grupos de profissionais envolvidos no setor da educação e a todos os interessados em políticas públicas dirigidas à profissão docente e à administração escolar.


saber+


ENCONTRO DE BOAS PRÁTICAS EDUCATIVAS TIC@Portugal’17

Irá realizar-se no dia 7 de julho de 2017, numa iniciativa da Associação EDUCOM – APTE (Associação Portuguesa de Telemática Educativa), através do seu Centro de Competência TIC e do seu Centro de Formação de Professores, a edição 2017 do Encontro TIC@Portugal. Este evento tem como objetivo refletir sobre as práticas do uso das TIC na Educação. Pretende ouvir os educadores e professores que no terreno usam as TIC, através da apresentação do seu trabalho, e convida especialistas a contribuírem com o que de mais recente se sabe neste domínio. É uma oportunidade para se divulgar e debater a utilização das TIC nos processos de ensino e de aprendizagem.


saber+


SUPERVISÃO, LIDERANÇA(S) E AVALIAÇÃO: entre o olhar dos especialistas e as práticas nas escolas

Na continuidade dos eventos anteriores, este terceiro Encontro coloca no centro da discussão os principais temas no âmbito da supervisão, liderança e avaliação que têm marcado a agenda educativa e orientado as políticas públicas dos últimos anos, em Portugal, temas esses que estão consagrados nos discursos legais com assinalável influência na vida das escolas e nas práticas dos professores. Atento a esta realidade, o Instituto de Educação da Universidade de Lisboa (IE) tem conduzido investigação e promovido cursos pós-graduados sobre supervisão, desenvolvimento profissional e identidade dos professores, organização, gestão e liderança das escolas e avaliação em educação. O Terceiro Encontro “SLiA – Supervisão, Liderança(s) e Avaliação: entre o olhar dos especialistas e as práticas nas escolas” foi preparado com o intuito de estimular o debate e a reflexão, dando voz a todos os participantes nesta jornada de trabalho e muito em particular aos atores educativos que têm protagonizado experiências inovadoras nas escolas. Ao longo deste Encontro teremos a presença de alguns dos mais reconhecidos especialistas neste campo do conhecimento e o contributo de trabalhos de investigação realizados no IE, bem como a apresentação de iniciativas promovidas nas escolas sobre os temas do evento.


saber+


POLÍTICAS DE FORMAÇÃO E DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DOCENTE

Este evento realiza-se no âmbito do projeto europeu Outstanding Newly Qualified Teacher Programme (ONTP), uma parceria estratégica Erasmus+ que envolve cinco equipas (Bélgica (Flandres), Finlândia, Portugal e Reino Unido). O projeto partiu do reconhecimento da necessidade de apoiar os professores recém-formados nos primeiros anos da sua carreira (período de indução). Para além da construção de ferramentas de apoio ao acompanhamento de professores no período de indução, procurou-se, ainda, na esfera investigativa, identificar áreas de intervenção e recomendações ao nível da política de formação. Mais informação disponível em: http://www.ontp.org/ Este evento coincide com a conclusão do projeto ONTP e visa globalmente: . Criar espaços de partilha e debate em torno de políticas e práticas de formação e desenvolvimento profissional docente direcionadas a professores recém-formados; . Dar a conhecer o projeto ONTP e as ferramentas de formação/supervisão construídas; . Apresentar alguns dos resultados da investigação realizada.


saber+